line

BARRA BASTOMEDIA

VERMAIS

Dia_Mundial_da_Diabetes_CHTS_2022_1.jpgO Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), através do Núcleo da Diabetes, assinalou esta manhã, 14 de novembro, o Dia Mundial da Diabetes com diferentes iniciativas para alertar e sensibilizar a comunidade para o controlo e prevenção da doença.

Durante a manhã decorreram simultaneamente, no Hospital Padre Américo e no Hospital de São Gonçalo, rastreios de risco cardiovascular à comunidade que incluíram a avaliação de fatores como peso, tensão arterial e glicemia capilar.

A equipa de enfermagem da Consulta Externa de Obstetrícia e Ginecologia realizou também uma ação de sensibilização para a diabetes gestacional, contribuindo para o aumento da literacia em saúde com atividades diversas na sala de espera do Serviço de Urgência de Obstetrícia/Ginecologia e sala de espera do setor de Ecografia Obstétrica e Diagnóstico Pré-natal. 

No Hospital Padre Américo, com o apoio da Liga de Amigos, foi distribuída informação sobre alimentação saudável, bem como foi feita a oferta de uma barrinha saciante, adequada para diabéticos, como sugestão para refeições intercalares, cuja receita é da responsabilidade do Chef David Hipólito que também marcou presença na iniciativa.

São consideradas refeições intercalares o pequeno-almoço, meio da manhã e lanche, refeições que trazem alguma dificuldade aos doentes no que à variedade alimentar diz respeito. Neste sentido, foi entregue a receita com o respetivo valor energético e de fácil execução para ser replicada em casa.

A saber

A diabetes é uma doença metabólica crónica e progressiva, caraterizada por níveis elevados de glicose no sangue que ocorrem quando o organismo não produz insulina suficiente ou não a consegue utilizar. A diabetes pode assumir várias formas como, por exemplo, a diabetes mellitus Tipo 1 e 2 e a diabetes gestacional. A diabetes é considerada uma doença “silenciosa” e, no caso da diabetes Tipo 2, a mudança de estilos de vida serve como forma de prevenir e controlar a doença.  As principais complicações crónicas desta patologia são neuropatia e amputação (pé diabético); retinopatia; nefropatia e doença cardiovascular.

De acordo com os últimos dados do Observatório Nacional da Diabetes, em 2018 a prevalência estimada da diabetes na população portuguesa com idades compreendidas entre os 20 e os 79 anos foi de 13,6%, ou seja, mais de um milhão de portugueses neste grupo etário tem diabetes, sendo que, em 56% dos indivíduos, esta já havia sido diagnosticada e em 44% ainda não tinha sido diagnosticada.

PODCAST-RRB-BUTTON

Espaço Aberto

ESPAÇO ABERTO

Madrugar

Madrugar

"Caminho de Emaús" na RRB

Caminho de Emaús

"A Igreja no Mundo" na RRB

AIS

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos