line

BARRA BASTOMEDIA

VERMAIS

CAFAP da Cercimarante reniu 50 crianas no CCAO Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) da Cercimarante realizou, no passado dia 30 de abril, no Centro Cultural de Amarante – Maria Amélia Laranjeira (CCA), uma iniciativa intitulada “As mãos servem para proteger!”, no âmbito da campanha de prevenção dos maus-tratos na infância. Foi dirigida a cerca de 50 crianças do primeiro e segundo ano da catequese de algumas paróquias de Amarante.

A partir da leitura da nossa história - “De Mãos Dadas com a Kika”, e de uma dança performativa dos alunos do 10º ano, quisemos proporcionar uma experiência diferenciada, de forma lúdica, e com a seriedade que o tema merece, aliando a cultura e a arte para uma reflexão deste tema tão sensível”, refere a coordenadora do CAFAP, Cristina Pereira.

No conjunto de atividades proporcionadas às crianças constaram, a leitura, feita por uma criança de seis anos, da história infantil da autoria da equipa técnica de 2016 do CAFAP intitulada “De Mãos dadas com a Kika”, e que foi acompanhada de uma dança performativa dos alunos do 10º ano do Ensino Profissional do CCA; um mural temático; pinturas faciais; atelier de pintura, bem como modelagem de balões. No final, as crianças foram brindadas com um lanche servido pela Equipa de Catering do Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) da Cercimarante.

O balanço que fazemos é muito positivo. Contamos com a presença de cerca de 50 crianças, e que estiveram muito atentas à história. Conseguimos uma interação bastante positiva, onde iam respondendo às perguntas que íamos fazendo, o que significa que existe uma maior consciência, por parte das crianças, sobre o que é o cuidar do outro, trabalhando-se o tema numa lógica mais positiva”, sublinha Cristina Pereira.

Questionada sobre se, “a brincar também se pode aprender e falar sobre coisas sérias”, a coordenadora é perentória: “Brincar é algo espontâneo e, a partir da espontaneidade natural das crianças, é possível explorar e intervir de forma subtil. Então, por que não falar de coisas sérias a brincar? É que, a brincar, as crianças aprendem a dar sentido ao mundo; expressam os sentimentos e, partindo deste pressuposto, podemos refletir com elas sobre alguns conceitos. A título de exemplo, paralelamente, realizamos, ao longo do mês de abril, uma atividade com uma turma do 1º ano da Escola Básica de Mancelos, em Amarante, em que, através de uma conversa informal, fomos dar-lhes voz sobre “o que é ser bom pai/mãe”, entre outros aspetos, trabalhando, desta forma, sobre os cuidados que as crianças devem ter e, de facto, fomos surpreendidas pelas respostas dos petizes. Para isso, contamos com a colaboração da Rádio ERA FM, quer ao nível da edição, quer na divulgação, e a quem, desde já, na pessoa do Sr. Luciano Gonçalves e da esposa D. Júlia, muito agradecemos a disponibilidade e simpatia”.

 

PODCAST-RRB-BUTTON

Espaço Aberto

ESPAÇO ABERTO

Madrugar

Madrugar

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos