line

BARRA BASTOMEDIA

VERMAIS

Maranus_em_CB.jpgO Centro Cultural Marcelo Rebelo de Sousa foi o palco escolhido pelo Festival Inventa para, integrado na ação Escrita em Cena, apresentar a vida de Teixeira de Pascoaes. Uma dramatização da vida e obra apresentada pela Filandorra – Teatro do Nordeste.

A 23 de Setembro, o auditório do Centro Cultural de Celorico de Basto recebeu "Marânus. a lírica aventura da alma solitária de Pascoaes".

"Um exercício singular para apresentar um dos maiores da língua portuguesa, Teixeira de Pascoaes, pseudónimo literário de Joaquim Pereira Teixeira de Vasconcelos.", revela a autarquia em comunicado.

A assistir à peça esteve a Vereadora da Cultura do Município de Celorico de Basto, Maria José Marinho, que observou a importância “de apresentar de forma lúdica e simples a vida de um dos mais importantes da literatura portuguesa, nosso vizinho que retrata com uma visão muito própria as serras que nos acercam, que mostra, nas suas obras, a intensidade das suas vivências, muito propenso à contemplação nostálgica da natureza”. A história passa-se entre Amarante e Coimbra, onde nasceu e onde estudou. Versou singularmente no livro “Marânus” com referência à sua amada Eleonor, “sua própria alma próxima e inacessível”. Marânus foi publicado pela primeira vez em 1911, mas Teixeira de Pascoaes foi o corrigindo, acrescentando e alterando durante a sua vida, reescrevendo-o até à exaustão, tornando-o um poema interminável.

No próximo dia 2 de outubro, pelas 16h00, o Centro Cultural Marcelo Rebelo de Sousa volta a receber o Escrita em Cena, com o Teatro de Montemuro a apresentar a peça Socalcos, numa viagem pelo interior de entre Douro e Minho.

PODCAST-RRB-BUTTON

Espaço Aberto

ESPAÇO ABERTO

Madrugar

Madrugar

"Caminho de Emaús" na RRB

Caminho de Emaús

"A Igreja no Mundo" na RRB

AIS

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos