rádio região de basto

105.6fm - 93.1fm

uma rádio que vale por duas!

Previsão Especial Natal de 2023 – Portugal Continental (atualizado)

Comunicado nº 2

Entre os dias 22 e 26 de dezembro, o estado do tempo em Portugal Continental vai ser influenciado por um anticiclone, localizado a nordeste dos Açores e estendendo-se para a parte norte da Península Ibérica. Assim, prevêm-se dias de céu pouco nublado ou limpo, apresentando muita nebulosidade até ao meio da manhã, em especial no interior Norte e Centro. Há condições para formação de neblina ou nevoeiro matinal, em especial no nordeste transmontano, na Beira Alta e nos vales do rios, que pode persistir ao longo do dia no nordeste transmontano e na Beira Alta, onde há possibilidade de formação de sincelo (congelação da humidade depositada sobre as superfícies). As condições para formação de nevoeiro deverão estender-se a áreas nas regiões Centro e Sul na madrugada do dia 25. O vento será fraco a moderado de predominando do quadrante leste, por vezes moderado a forte nas terras altas nos dias 22 e 23, e irá gradualmente enfraquecendo. As noites serão frias, com temperatura mínima acima de 5 °C apenas na faixa costeira e há condições para formação de gelo e geada, em especial no interior Norte e Centro onde a temperatura mínima deverá registar valores entre -4 e 0°C. A temperatura máxima deverá registar, de um modo geral, valores entre 10 e 20°C, com os valores mais elevados no litoral das regiões Centro e Sul, em particular no Algarve, sendo inferior a 10°C no interior Norte e Centro. Nos locais onde se verificar a persistência de nebulosidade ou nevoeiro deverão persistir valores de temperatura inferiores a 5°C .Na costa ocidental as ondas serão de noroeste com 2,5 a 3,5 metros, prevendo-se que a altura significativa diminua gradualmente, sendo as ondas com altura até 1,5 metros a partir do dia 24. A segurança rodoviária, em particular durante a noite e manhã, deverá ser afetada pela ocorrência de gelo na estrada e de nevoeiro.

Comunicado nº 1

Entre os dias 22 e 26 de dezembro, o estado do tempo em Portugal Continental vai ser influenciado por um anticiclone, localizado a noroeste do referido território, que se deslocará gradualmente para a Península Ibérica. O IPMA prevê dias de céu pouco nublado ou limpo, apresentando muita nebulosidade até ao meio da manhã, em especial no interior Norte e Centro, onde em alguns locais poderá persistir ao longo do dia. O vento começará por soprar fraco a moderado de norte/nordeste, por vezes forte nas terras altas, e irá gradualmente rodando para leste/nordeste e enfraquecendo, prevendo-se que a partir do dia 24 seja em geral fraco e predominando do quadrante leste. Prevê-se também para estes dias a formação de neblina ou nevoeiro matinal, em especial no nordeste transmontano, na Beira Alta e nos vales do rios, sendo que a partir do dia 24 aumenta a probabilidade de haver persistência ao longo do dia no nordeste transmontano e na Beira Alta com possibilidade de formação de sincelo. É possível a formação de gelo ou geada durante estes dias, em especial no interior Norte e Centro. Nos dias 24 e 25, está prevista uma depressão pouco cavada em altitude centrada junto à Península Ibérica, que poderá condicionar temporariamente o estado tempo com possibilidade de ocorrência de precipitação, mas, neste momento, esse cenário apresenta-se como muito pouco provável. A temperatura máxima deverá registar, de um modo geral, valores entre 10 e 20°C, com os valores mais elevados no Alentejo e Algarve, e entre 5 e 10°C no interior Norte e Centro. No caso de se verificar a persistência de nebulosidade/neblina ou nevoeiro no nordeste transmontano e na Beira Alta, estes valores da temperatura máxima deverão ser inferiores para essas regiões. A temperatura mínima deverá registar, de um modo geral, valores entre 2 e 8°C, com os valores mais elevados no litoral Centro e Sul, e entre -3 e 2°C no interior Norte e Centro.A agitação marítima será mais intensa na costa ocidental e no início do período, com ondas de noroeste com 2,5 a 3,5 metros, prevendo-se que diminua gradualmente para uma altura significativa inferior a 2 metros a partir do dia 23