rádio região de basto

105.6fm - 93.1fm

uma rádio que vale por duas!

Celorico de Basto recebeu apresentação dos projetos PROVERE para o Douro, Tâmega e Sousa

Celorico de Basto foi o anfitrião da sessão de apresentação do “PROVERE: valorização, dinamização e promoção turística do Douro, Tâmega e Sousa”, a 24 de Novembro, no Centro Cultural Marcelo Rebelo de Sousa.

A sessão de apresentação de 25 projetos -âncora do PROVERE Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos para a vasta região do Douro, Tâmega e Sousa foi feita em Celorico de Basto. O auditório do Centro Cultural Marcelo Rebelo de Sousa recebeu os intervenientes e contou com todas as entidades que firmaram parceria no âmbito da implementação de uma Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE – Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos com foco temático no turismo, reforçada pela importância da atividade turística na região do Douro, Tâmega e Sousa. Foram apresentados 6 projetos que permitiram a implementação de 25 projetos-âncora.

A abrir a sessão esteve a Vereadora do Turismo da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Maria José Marinho, que deu nota da importância da valorização do território e dos recursos endógenos. “Os programas PROVERE são instrumentos de desenvolvimento regional vocacionados para ativar os territórios de baixa densidade nos quais se insere Celorico de Basto. A partir da valorização de recursos como a natureza, a paisagem, a ruralidade, a gastronomia, o artesanato procura-se combater os efeitos da interioridade, tirando partido dos recursos destes territórios que possam imprimir atividades diferenciadas e sustentáveis, muitas das quais relacionadas com o turismo de natureza, o turismo cultural e patrimonial”. Maria José Marinho disse ainda que “Celorico de Basto, Capital das Camélias e Solar do Vinho Verde aliada à sua gastronomia e a uma identidade cultural muito própria e genuína tem condições e recursos capazes de atrair um conjunto diversificado de públicos e segmentos”.

Esta foi uma sessão que serviu para que a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Tâmega e Sousa, a Ader-Sousa – Associação de Desenvolvimento Rural das Terras do Sousa, a VALSOUSA – Associação de Municípios do Vale do Sousa / Rota do Românico, a AMDT – Associação de Municípios do Douro e Tâmega, a Dolmen – Desenvolvimento Local e Regional e a ADRIMAG – Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras do Montemuro Arada e Gralheira, apresentassem os resultados da implementação do PROVERE, aplicação de fundos e trabalho desenvolvido. Os projetos “apresentados verificam-se como alavancas impulsionadores de um território de alta qualidade e excelência” assegurou a autarca.