slogan

Aldeia Nova (Isabel Ferreira visita Centro de Formação do Barroso) (10)A Secretária de Estado da Valorização do Interior esteve, esta semana, no antigo centro de formação agrícola da Aldeia Nova - munido com sete edifícios dispersos por nove hectares - onde assistiu à apresentação do projeto do Centro de acolhimento do SIPAM de Barroso, onde se pretende instalar um centro de estudo, divulgação, investigação e até de degustação dos Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial do Barroso (GIAHS/SIPAM).

Um investimento que ronda os 900 mil euros à luz de uma candidatura ao Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE). O processo conta, também, com o apoio do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) na área da investigação de valências. Na comitiva, Isabel Ferreira teve a companhia, entre outros, do executivo municipal de Montalegre, do presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, e do Secretário-Geral da ADRAT, António Montalvão Machado. A candidatura para o financiamento deverá ser apresentada até final de setembro.

Segundo Orlando Alves, presidente da Câmara de Montalegre «É um projeto importantíssimo para o território de Barroso. É estruturante e âncora de um conjunto de iniciativas que vão ser potenciadoras de desenvolvimento, de criação de postos de trabalho e de fixação de pessoas. É isso que nos interessa. Temos um território bonito e aprazível, devidamente infraestruturado. É preciso direcionarmos as nossas energias para este tipo de projetos. Apresentamos a primeira parte que corresponde a 900 mil euros. Esta verba é suportada em 80% por uma candidatura ao programa comunitário vigente, o PROVERE. Iremos trabalhar em parceria com o Instituto Politécnico de Bragança. Será a entidade que conduzirá a investigação deste projeto. Temos um selo qualificativo que é preciso preservar. Isso só acontece se investirmos na valorização do território. É um trabalho que se faz progressivamente entre os dois concelhos. Esta distinção é auditada anualmente e é necessário que cumpramos a nossa missão. A ADRAT tem sido a mentora deste processo. Somos uma terra com identidade graças aos nossos antepassados. Isto dá-nos muito orgulho. Este património era do Estado e está abandonado há mais de 15 anos. Será intervencionado e valorizado».

 

 

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Madrugar

Madrugar

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Covid 19 - Recomendações

Medidas de prevenção:

. distanciamento social;

. etiqueta respiratória:

. o tapar o nariz e a boca quando espirrar ou atirar, usar um lenço de papel ou o braço, NUNCA com as mãos;

. o deitar o lenço de papel no lixo;

. lavar como mãos sempre que se associar, espirrar ou atirar;

. lavar frequentemente como mãos com água e sabão ou uma solução à base de álcool;

. ou evitar contato próximo com dores com infeções respiratórias.

A Direção-Geral da Saúde não recomenda o uso de máscara de proteção individual por pessoas sem sintomas.

A utilização correta das máscaras é recomendada apenas para:

• pessoas doentes;

• suspeitas de infração por COVID-19:

• profissionais que prestam cuidados médicos suspeitos de infração por COVID-19:

O que devo fazer se tiver tido contato próximo com uma pessoa infetada?

Os seguintes sintomas (febre, tosse ou dificuldade respiratória) devem:

• ligar para o SNS 24 - 808 24 24 24 e seguir como instruções dadas;

• evitar estar próximo de pessoas;

Se não tiver sintomas (febre, tosse ou dificuldade respiratória), deve:

• evitar estar próximo de pessoas durante 14 dias;

• medir a temperatura 2 vezes por dia;

 

Siga sempre todas as indicações das autoridades de saúde, nomeadamente a Direção Geral de Saúde, o Serviço Nacional de Saúde, a Organização Mundial de Saúde e as autoridades locais.