slogan

CNTrial 4x4 - Rui Querido foi o Rei de GandraA 6.ª e última jornada do Campeonato Nacional de Trial 4x4 disputou-se em Gandra, no concelho de Paredes. A prova já é apelida de "prova rainha" do CNTrial 4x4.

O Clube TT Paredes Rota dos Móveis preparou uma pista muito técnica e de dificuldade elevada, afinal estavam em jogo os títulos de campeões nacionais de trial 4x4. A chuva dificultou ainda mais o trabalho das 45 equipas presentes (o recorde de inscritos), mas elevou o nível do espetáculo. E mesmo com condições climatéricas pouco favoráveis, milhares de pessoas assistiram à grande final do Campeonato Nacional de Trial 4x4.

Rui Querido foi o vencedor do dia

Rui Querido (Tibus Offroad/Ladricolor/STS) foi o grande vencedor da jornada de Gandra. O piloto deu 11 voltas ao circuito e foi assim quem mais pontuou para a classe Absoluto. António Henriques (Mister Reboques) fez o segundo melhor resultado, suficiente para se sagrar campeão Absoluto de Trial 4x4.

Calçada vence pela primeira vez

António Calçada (NordHigiene Team) subiu pela primeira vez ao lugar mais alto do pódio. Ultrapassados os problemas com o Suzuki Samurai que o atormentaram durante toda a época, em gandra ainda teve problemas com alternador que não carregava as baterias. Mesmo assim o piloto de Bragança deu 8 voltas à pista, mais uma do que o segundo classificado. António Silva (Canelas Pneus) teve uma longa lista de problemas mecânicos no Toyota Hilux durante a resistência: bobine do guincho, motor e diferencial da frente. Venceu com as mesmas 7 voltas do segundo classificado, mas gastou menos cinco minutos e 14 segundos. Pedro Alves (MonsTTer/Cistus) encontrou em Gandra "uma pista à moda antiga" e usufruiu do percurso. "Penso que foi uma grande final de um campeonato bem disputado e acho que está toda a gente de parabéns...especialmente o público que, mesmo com esta chuva, ninguém saiu daqui. Foi brutal. Diverti-me mesmo muito", referiu no final da prova. No final, Pedro Costa (Preparações Badinho 4x4) é o campeão nacional da classe extreme. Termina a época com mais 6 pontos do que Pedro Alves. António Silva fica com o bronze da Extreme.  Como já referimos Rui Querido venceu a classificação geral e por isso é, naturalmente, o vencedor da sua classe. Precisava desta vitória para se sagrar tricampeão nacional e não facilitou. Impôs um ritmo muito forte durante as 3 horas de resistência e terminou a prova com uma volta de avanço.

António Henriques chegou a Gandra na liderança da classe Proto e precisava de terminar na frente de Querido para somar o título de campeão da classe Proto ao título de campeão absoluto, mas um semieixo partido a 30 minutos da bandeirada xadrez afastou-o da luta. Carlos Rodrigues (yourcar.pt/jlsportas.com/Xs5) já tinha estado em Mação, prova que aliás venceu, e regressou na esta última prova para "se divertir". Depois de seis provas, a experiência de Rui Querido falou mais alto e o piloto de Torres Vedras é mesmo tricampeão nacional da Classe Proto. António Henriques termina em segundo lugar, com os mesmo pontos do campeão, mas com menos uma vitória (em caso de empate vence quem tiver mais vitórias). Bruno Fernandes (JMF) completa o pódio da classe Proto.

Gandra Emanuel Costa (Ec4x4) chegou, viu e venceu. O "Rei da Europa" até teve alguns problemas com o Chevi Crawler, mas com as mesmas voltas do segundo classificado venceu a classe Super Proto. Bruno Nunes (Npower 78) tinha de conseguir um excelente resultado em Gandra e esperar por um deslize de Luís Jorge (Peçaslandrover.com) para sonhar com o título. A vitória da classe fugiu-lhe por pouco. Terminou com as mesmas 9 voltas de Emanuel Costa, mas gastou mais nove minutos e quatro segundos. Sérgio Castro (IAC Off road) veio apresentar o seu Crawler ao campeonato e não se saiu nada mal nesta estreia. Não começou muito bem a resistência e chegou a rodar nos últimos lugares, mas a meio da prova passou para a frente e conseguiram o bronze de Gandra. Luís Jorge terminou na 5.ª posição mas é, depois de 6 provas, o campeão da classe Super Proto. Ele que já foi campeão da agora denominada classe Extreme, regressa em 2016 às vitórias e termina com mais 4 pontos do que Bruno Nunes. Cláudio Amarilio completa o pódio desta classe Super Proto. Manuel Morgado (Jot4x/Trial Cars) regressou às vitórias na classe Promoção nesta última etapa, e com uma grande vantagem. Completou 15 voltas ao circuito, mais três do que o segundo classificado João Fernandes (Jovi Team). O segundo lugar em Gandra foi suficiente para João Fernandes se sagrar campeão da classe. Em ano de estreia o piloto de Aguiar da Beira vence a classe de Promoção com 6 pontos de vantagem. Nuno Urbano (Team Urbano&Urbano) regressou ao CNTrial 4x4, depois de já ter estado em Chaves, nesta última jornada. E nem se saiu nada mal... terminou as duas horas de resistência com menos uma volta do que o segundo classificado. Luis Edgar (OffroadProjects/EA Smile) apresentou-se em Gandra com um andamento muito forte. Completou 14 voltas à pista, conquistando assim o ouro. Daniel Duque (Duque TT) estreou-se na penúltima etapa, em Torres Vedras, e parece ter gostado da competição. Em Gandra foi o único a ameaçar a vitória de Luís Edgar. João Lopes (JL Racing/Polaris/GRO/RPA&Filhos) veio a Gandra confirmar o título de campeão nacional. Terminou na 3.ª posição, suficiente para ser o primeiro campeão desta classe.

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos