slogan

Prémio Manuel António da MotaO Projeto Escola e Família – Parentalidade Positiva está entre os dez finalistas da 5ª edição do "Prémio Manuel António da Mota", um prémio instituído pela fundação que lhe dá o nome e que tem como objetivo distinguir organizações e personalidades que se destaquem nos vários domínios da sua atividade. 

Este ano a associação comemora o 20º aniversário do Ano Internacional da Família, instituído pela Organização das Nações Unidas, o prémio Manuel António da Mota 2014, vai distinguir instituições que atuem no domínio da valorização, defesa e apoio à família, procurando contribuir para o reconhecimento e notoriedade do trabalho desenvolvido e para a importância dos valores e interesses da família na sociedade portuguesa. A autarquia fafense candidatou-se com um projeto em funcionamento desde 2009 e que tem como objetivo promover um conjunto de atividades educativas e de suporte, que ajudem os pais a compreender as necessidades dos filhos e aumentar a qualidade das relações entre eles. Na prática, o projeto pretende "aumentar o envolvimento parental na dinâmica escolar, aproximando a escola da família e fortalecer o sentimento de aptidão no desempenho do papel parental, de forma o mais informada e adequada possível". Segundo o serviço de Ação Social da autarquia "o município tem vindo a traçar um percurso no âmbito de respostas às famílias e o objetivo tem sido sempre melhorar a qualidade das relações familiares numa perspetiva de proximidade, aconselhamento e experimentação". Ainda segundo aquele serviço, este projeto possibilita a aquisição de novas ferramentas que ajudam a promover uma relação de maior qualidade entre pais e filhos, sendo que os pais adquirem uma maior consciência das práticas educativas, percebem a necessidade de alterar comportamentos e práticas que produzem alterações no exercício da parentalidade e valorizam menos a importância dos castigos físicos, enquanto estratégia. No que às crianças/jovens diz respeito, a formação ensina-os a autorregularem-se. Tendo em conta todo o processo, pode dizer-se que com esta formação parental, as crianças ficam mais motivadas para a escola, os jovens mais assertivos, com autoestima mais elevada, com maior capacidade de gerir situações de conflito, entre outras.

Para o presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, este tipo de iniciativas são importantes porque proporcionam a troca de experiências, numa época em que todos os sinais devem ser equacionados e analisados. "A nossa sociedade está em constante mudança, os valores estão a perder-se. Portanto, é necessário estarmos atentos a todos os sinais. É certo que não é um curso que nos vai ensinar a ser mãe ou pai, mas esta formação parental serve não só para ensinar, mas também para partilhar, apontar caminhos, encontrar soluções em conjunto, estar alerta e deixar alguns tópicos de ajuda para os pais", disse o autarca.

Recorde-se que o projeto "Escola e Família – Parentalidade Positiva" tem tido resultados nas famílias envolvidas muito positivos.

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos