slogan

Rota do RomânicoA Rota do Românico tem preparado para a primeira quinzena de Agosto uma série de espectáculos da iniciativa Palcos do Românico.

O espectáculo "Encontros Atípicos" com AMEIABESTA, a Banda de Música dos Mineiros do Pejão, o Coro da Atípica Orquestra e Joana Manarte vai ser apresentado no Monte de São Domingos em Castelo de Paiva, a 10 de Agosto, pelas 20h00, a 23 de Agosto em Lousada e a 31 em Porto Antigo, Cinfães. O Mosteiro de Pombeiro, em Felgueiras, vai acolher a Orquestra do Norte para mais um concerto no âmbit

Encontros Atipicos na RR

 o da itinerância do ciclo "Beethoven na Rota do Românico", a 15 de Agosto.

 

Os Encontros atípicos unem, pela linguagem musical, três conceitos distintos. Por via de uma banda filarmónica e de um coro tradicional, agentes culturais relevantes ao nível local, cumpre-se a intenção primordial de envolver a comunidade, num processo que não se esgota num espetáculo musical.

Na AMEIABESTA, dos instrumentos clássicos do rock surgem intencionalmente ambientes que potenciam a integração de elementos exteriores ao trio. Embora contemporâneas, estas explorações musicais não se coíbem de ser contaminadas pela tradição. A Banda de Música dos Mineiros do Pejão divulga, há mais de meio século, a música filarmónica, nos mais variados contextos, dada a sua versatilidade e constante vontade de abraçar novos desafios. A Atípica Orquestra é formada por uma pequena orquestra e um coro, que se dedicam a recriar a música tradicional portuguesa, com arranjos invulgares.

A Sinfonia n.º 1 de Beethoven ocupa um lugar único na história da música sinfónica. Os primeiros esboços desta sinfonia remontam a 1795, mas só cinco anos mais tarde viria a ser dada como concluída. É uma obra magnífica que marca a fusão entre o estilo clássico e romântico e continua a inspirar o reportório. Em 1806, Beethoven surpreende uma vez mais o mundo da música como seu espírito inovador. Naquela que é por muitos considerada a fase mais criativa da sua carreira, apresenta ao público o Concerto para violino e orquestra em ré maior, OP. 61. O protagonismo de um instrumento musical (violino), é o principal fator que confirma a curiosidade do compositor na busca de novos formatos para a música clássica. dos grandes maestros do século XXI. Essa mesma curiosidade conduz-nos à última sinfonia completa composta por Beethoven. Concluída em 1824, a Sinfonia n.º 9 em ré menor, OP. 125, "Coral", ocupa um lugar único no reportório clássico ocidental. O último andamento – "Ode à alegria" – é de todos o mais popular. Com efeito, após ter sido trabalhado pelo célebre maestro Herbert von Karajan tornou-se o hino da União Europ

Beethoven na RR

eia.

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos