slogan

Àmostra encerrou com casa cheiaO Grupo de Teatro Celoricense apresentou, nos dias 15 e 16 de junho, no Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa a peça "A farsa do Advogado Pathelin" e encerrou um mês dedicado ao teatro.

Ao longo de um mês, Celorico de Basto assistiu a 4 peças de teatro diferentes que levaram ao palco grande parte dos atores que integram o GTC.

"Este festival é a melhor forma de apresentarmos o trabalho que temos vindo a desenvolver ao longo dos tempos. É facto que ainda dispomos de parcos recursos mas estamos a trabalhar para conseguirmos todas as condições para que os nossos atores possam apresentar mais peças ao longo do ano" disse Filipe Gonçalves, Presidente do GTC. Filipe Gonçalves disse ainda que terminaram, neste momento, um ciclo de formação. "Todas as turmas do GTC terminaram os três anos de formação e temos agora um grupo alargado de atores preparados para trabalhar arduamente em teatro. Não quer dizer contudo, que deixaremos de ter formação, ainda vamos analisar a hipótese de abrirmos novas turmas" ressalvou.

O mês de teatro proporcionou a apresentação de peças de muita qualidade que moveram a população a assistir.

No dia 26 de maio, dia de abertura do festival "Àmostra", foi apresentada a peça o Chá de São Cornélio" pelo grupo de teatro do Centro Cultural Lordelense – Vila Real. No dia 2 de junho, o grupo de teatro de novelas – Penafiel apresentou o teatro de revista "Ide dar lavagem à porca".

No dia 10 de junho, o Grupo de Teatro Celoricense apresentou uma peça de teatro infantil original criada e encenada por Tiago Pires, denominada "Ulisses". Durante aproximadamente uma hora, alguns dos mais jovens atores do GTC, com cenário e figurinos à época interpretaram as aventuras de Ulisses, uma personagem da Ilíada e da Odisseia de Homero.

"Este festival de teatro é a prova viva de que somos um concelho voltado para a cultura e que existem artes que nos identificam, e o teatro é uma dessas artes" disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. "Continuaremos a apoiar esta dinâmica criada por este grupo de teatro e, estou certo, que muito em breve, serão reconhecidos pelo trabalho meritório que têm desenvolvido na formação e na divulgação desta arte" enalteceu o autarca.

A encerrar este festival subiu ao palco a peça francesa "a Farsa do Advogado Pathelin" e encheu o auditório que se divertiu com a comédia apresentada. Uma peça adaptada para situações do nosso quotidiano mas que foi composta na idade média e que critica e satiriza os costumes das duas mais fortes classes sociais da França no século XV, os comerciantes e os homens das leis. Esta peça foi encenada por Tiago Pires e teve os alunos que integram o último ano de formação de adultos, como atores. Os presentes no encerramento do festival "Àmostra" aplaudiram, de pé, a interpretação dos atores.

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos