slogan

CCA quer abrir cursos de Mestrado em AmaranteÉ ainda durante o ano letivo 2017/2018 que o CCA –Centro Cultural de Amarante Maria Amélia Laranjeira espera abrir cursos de Mestrado em Amarante.

A garantia foi deixada pelo próprio presidente da instituição, Francisco Laranjeira, que diz que "tudo fará" para que os novos cursos arranquem em breve.

Ao abrigo do protocolo de cooperação entre a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e o CCA, abrir cursos de pós-graduações e mestrado está próximo de se concretizar. A cerimónia de assinatura do protocolo aconteceu a 3 de novembro, no Auditório do CCA e contou com a presença do vice-reitor da UTAD, Artur Cristóvão e do Vereador André Costa Magalhães, em representação da Câmara Municipal de Amarante. Na assistência estavam ainda representantes da Universidade Católica Portuguesa de Braga; do Conservatório Regional de Música e Dança de Bragança; do Instituto Politécnico de Bragança; do Teatro Ribeiro Conceição e da IV Região Académica da Angola.

No discurso oficial Francisco Laranjeira aproveitou a presença de ilustres convidados para apresentar o percurso da associação recreativa e cultural, relembrado o estatuto de utilidade pública do CCA e recordando a história da fundação que a 3 de dezembro completa 36 anos de existência. "Felicito a Câmara Municipal pela recente classificação de Amarante como Cidade Criativa da UNESCO na área da Música, pois acredito que contribuirá para ajudar a combater a polarização que cidades como Porto, Braga e Guimarães vão exercendo. Quero, também, mostrar a total disponibilidade do CCA de continuar a trabalhar em parceria com a autarquia". Dirigindo-se ao Vereador André Costa Magalhães fez questão de reforçar o agrado que sente em saber que o Município de Amarante está sempre disponível para trabalhar em conjunto com as associações locais.

Nas palavras de Artur Cristóvão, Vice-Reitor da UTAD "é bom saber que a prisão se abriu à Cultura" – referindo-se ao facto de o CCA ocupar o edifício da antiga cadeia Comarcã. "Este protocolo engrandece-nos porque nos aproxima de uma instituição como o CCA e aproxima-nos de Amarante, uma cidade que agora integra a Rede de Cidades Criativas da Unesco e por isso só podemos estar satisfeitos", prosseguiu. Artur Cristóvão revelou-se surpreendido com a dinâmica e o trabalho que o CCA tem vindo a desenvolver, felicitou a instituição por, desde agosto deste ano, ser também uma Centro Unesco e terminou, lançando um repto: "Importa agora passarmos ao trabalho"!

O encerramento oficial da cerimónia coube ao Vereador André Costa Magalhães que se mostrou "honrado" por estar no evento que marca o início de um novo ciclo para o CCA, para Amarante e para a região.

A estratégia de desenvolvimento que o atual executivo defende para a região passa muito pelo dinamismo do território e "o CCA representa bem esse dinamismo em todos as vertentes: cultural; artística e educativa e por isso, para é sempre um orgulho estar aqui". André Costa Magalhães acredita ainda que o protocolo reflete "a capacidade da cidade olhar para fora das suas fronteiras, olhando para outros públicos e outras regiões, representando a geração de valor acrescentado para o território".

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar no site você concorda com a utilização de cookies. Politica de cookies