slogan

Amarante candidata-se à Rede de Cidades Criativas da UnescoO Município de Amarante tem desenvolvido, nos últimos meses, a candidatura de Amarante à Rede de Cidades Criativas da UNESCO na categoria da Música. Um projeto, segundo a autarquia, que reforça o percurso de valorização do património cultural, promoção das atividades artísticas do concelho e desenvolvimento das indústrias criativas.

A sessão de apresentação da candidatura, aberta ao público, pretende dar a conhecer todas as ações contempladas na candidatura e a forma como a mesma pretende dinamizar o domínio da Criatividade e da Música em Amarante. Tem lugar a 30 de junho, às 18h, na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira. O projeto de candidatura desenvolvido, liderado pela Câmara Municipal de Amarante, envolveu mais de 40 agentes, quer no diagnóstico, quer na construção de um plano de ação construído para ser implementado nos próximos quatro anos.

Revela a autarquia em comunicado que, "a importância e o papel da música revelam-se evidentes na história da cidade. Basta pensar no elemento religioso, através da presença de 4 órgãos de tubos ibéricos em 3 igrejas do centro histórico, recentemente restaurados e a funcionar regularmente. Na verdade, a cultura, em geral, e a música, em particular, têm sido assumidas como uma prioridade na estratégia de desenvolvimento do município de Amarante, o que se reflete no investimento crescente nos últimos anos. Referira-se, a esse propósito, a aposta na realização de grandes eventos direcionados para o domínio da música (Festival Mimo, Band'arte, Há Fest, Palcos de Verão, Mercado da Música). Amarante continua a manter uma dinâmica associativa forte na área da música, que se espelha numa diversidade de grupos e bandas filarmónicas com presença significativa de jovens. Registam-se cerca de 1200 pessoas com práticas amadoras ligadas à música. Amarante tem-se vindo a notabilizar, no contexto regional e nacional, através da realização de vários eventos e festivais de música, com perfis de segmentos e abrangência de públicos muito diversificados: Encontro de Cantadores de Janeiras, Concerto Comemoração 25 Abril, Festival Internacional de Jovens Pianistas, Mercado da Música, Largo da Música, Festas de Junho, Festival de Guitarra de Amarante, Festival/Concurso Internacional de Guitarra, Band'arte, Há Fest!, Mimo, Festival Folclore, Palcos de Verão, Gatilho (Cinema/Música), num universo de cerca de 70 mil espectadores. Desde a década de 80 que existe em Amarante oferta de ensino musical, a par da formação oferecida pelas bandas filarmónicas. Contudo, nos últimos 10 anos esta oferta de formação tem sido reforçada por diversas iniciativas públicas e privadas. O concelho conta com 5 escolas (1 Conservatório de Música, 3 escolas de música privadas e 1 escola de música sacra). A Orquestra do Norte, sediada em Amarante, contempla ensaios abertos e concertos pedagógicos. Entre 2013 e 2016, realizaram-se 30 concertos para um público estimado de 5800 pessoas. Nos últimos anos têm sido desenvolvidas em Amarante várias iniciativas que procuram, através da arte e da criatividade, superar alguns dos principais desafios que a cidade e o concelho enfrentam. Ao nível de equipamentos culturais, a cidade dispõe de 4 auditórios (710 lugares) e 1 anfiteatro ao ar livre."

No âmbito da Rede das Cidades Criativas da UNESCO, Amarante apresenta-se como uma cidade laboratório, sobre como é que as práticas amadoras podem gerar um setor cultural e criativo, profissional e empresarial, um verdadeiro vetor de desenvolvimento sustentável.

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar no site você concorda com a utilização de cookies. Politica de cookies