slogan

Padre Fontes recebe prémio em Celanova (0)Um dos grandes embaixadores do concelho de Montalegre, foi homenageado em Espanha. A Fundação Curros Enríquez atribuiu-lhe a medalha de prata - Prémio "Celanova, Casa dos Poetas". A cerimónia contou com a presença de David Teixeira, vice-presidente da autarquia.

 

 

 

 

As homenagens sucedem-se ao padre Fontes, também do outro lado da fronteira. Desta vez aconteceu no concelho de Celanova, província de Ourense, uma comunidade autónoma da Galiza. O conhecido padre Fontes foi o primeiro português a receber este galardão, que vai já na XXXII edição. O prémio "Celanova, casa dos poetas" reconhece trajetórias históricas no campo da defesa da cultura galega e da Galícia. O júri da XXXII edição deste galardão decidiu por unanimidade reconhecer o trabalho do padre Fontes na divulgação, conhecimento e investigação da cultura da região do Barroso e de Trás-os-Montes.

 Na cerimónia de homenagem, na qual foi o responsável pela apresentação da vida e obra do homenageado, David Teixeira, vice-presidente do município, salientou o enorme «contributo do padre Fontes para a região», ao mesmo tempo destacou «o seu amor a barroso, sendo o seu verdadeiro embaixador» citando «o notável exemplo aquando do convite para dar aulas na Universidade do Porto, ao qual respondeu "A minha terra sem mim mingua e o Porto comigo não cresce!" um dos lemas que deveria servir de referência às gerações mais novas de barrosões». Na mesma linha, evidenciou que se trata de «uma pessoa imprescindível para o território». José Luís Ferro, presidente da Câmara de Celanova e líder da fundação Curros Enríquez destacou «a sua simplicidade humana, que faz com tudo pareça fácil de fazer».

Chamado a entregar ao homenageado o diploma acreditativo, Valentín García Goméz, Secretário-geral para a Política Linguística na Galiza, admirador confesso do padre Fontes afirmou «sempre me impressionou a ampla trajectória do padre Fontes em defesa da cultura e mundo rural. Este prémio recai num homem que é tão galego como português, pois ignora deliberadamente a existência de qualquer fronteira administrativa que queira estar acima das continuidades culturais e humanas que unem os dois lados da Raia». Também presentes na cerimónia, os artistas galegos Andrea Pousa e Enrique Dominguez Rodriguez impressionaram, com uma actuação muito emocionada, a audiência e o homenageado.

Foi com espanto e admiração que o padre Fontes recebeu esta distinção: «fiquei admirado mas muito feliz por saber que me colocam nos "cornos da lua". Somos um só povo. A fronteira só existe no papel».

18ª Aniversário RRB

18º Aniversário RRB

Publicidade

Madrugar

Madrugar

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar no site você concorda com a utilização de cookies. Politica de cookies