slogan

Casa de TormesA Fundação Eça de Queiroz (FEQ) e a Universidade do Minho criaram o primeiro centro de tradução literária de Portugal. O "Centro de Estudos de Tradução" (CET-Tormes), sediado na FEQ, em Baião, vai apostar na tradução literária através do ensino, da pesquisa, da atividade editorial e de eventos.

Esta entidade deverá ser integrada em breve na Rede Europeia de Centros Internacionais de Tradutores Literários (RECIT), cujo presidente veio esta semana a Portugal. "A função primordial deste tipo de centros ou Casas de Tradutor é refletir sobre a tradução e a própria prática tradutória, abrindo este modo de trabalho profundamente solitário entre os autores e tradutores e, também, o público em geral", diz Orlando Grossegesse, diretor científico do Centro e professor do Departamento de Estudos Germanísticos e Eslavos da UMinho. "Portugal é dos países europeus onde a tradução literária ainda tende a ser subvalorizada ou, mesmo, despercebida na receção das literaturas estrangeiras. Por isso, é necessário conferir prestígio a esta área, tal como sucede no Centro e Norte da Europa, atraindo assim estudantes e instituições interessados", realça. O trabalho do CET-Tormes vai centrar-se, entre outros aspetos, na obra de Eça de Queiroz, já traduzida para 20 idiomas (como alemão, islandês, russo e japonês), além do seu impacto internacional, académico e popular. O projeto permite ainda reforçar a atuação cultural, literária e crítica da UMinho e da FEQ, parceiras há vários anos. As primeiras ações deste Centro estão já a decorrer em Tormes e Braga (UMinho), como o I Colóquio TraduTormes - Encontro de Autores e Tradutores e a 1ª Oficina de Tradução Literária. Contam com nomes de referência como os escritores Gonçalo M. Tavares e Kristof Magnusson (recém-galardoado pela Fundação Rowohlt), os tradutores Marianne Gareis, Roberto Mulinacci, João Bouza Costa ou Jörn Cambreleng, que é presidente da RECIT e diretor do Colégio Internacional de Tradutores Literários em Arles (França). As iniciativas têm a parceria do Instituto Camões, Goethe Institut Portugal, Fundação Alemã de Tradutores, Embaixada da Áustria e Associação Portuguesa de Estudos Germanísticos.

As atividades futuras do Centro deverão ter epicentro na FEQ, que se situa na Casa-Museu Eça de Queiroz, em Tormes, Baião, no distrito do Porto. Trata-se do cenário natural da obra queirosiana "A Cidade e as Serras", sendo considerado "de uma beleza paisagística incomparável e uma memória literária única".

18ª Aniversário RRB

18º Aniversário RRB

Publicidade

Madrugar

Madrugar

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar no site você concorda com a utilização de cookies. Politica de cookies