slogan

Nadir AfonsoO Museu Municipal de Amarante vai ter patente até 27 de Abril uma exposição do pintor flaviense, Nadir Afonso.

"Releituras e Revisitações", vai ser inaugurada, sábado, na ala de Exposições Temporárias do Museu Amadeo de Souza-Cardoso.

 

Nadir Afonso nasceu em Chaves em 1920. Diplomou-se em Arquitetura na Escola Superior de Belas-Artes do Porto.

Em 1946, estuda pintura na École des Beaux-Arts em Paris, e obtém por intermédio de Portinari uma bolsa de estudo do governo francês e até 1948 e em 1951 colaborador do arquitecto Le Corbusier e serviu-se algum tempo do atelier Fernand Léger.

De 1952 a 1954 trabalhou no Brasil com o arquitecto Oscar Niemeyer.

Nesse ano regressou a Paris, retomando contacto com os artistas orientados na procura da arte cinética, desenvolvendo os estudos sobre pintura que denomina "Espacillimité".

Na vanguarda da arte mundial, expõe, em 1958, no Salon des Réalités Nouvelles, o trabalho "espacillimités", animado de movimento.

Em 1965, Nadir Afonso abandona definitivamente a arquitetura; consciente da sua inadaptação social, refugia-se pouco a pouco num grande isolamento e acentua o rumo da sua

Nadir Afonso em exposição no Museu de Amarante

 vida exclusivamente dedicado à criação da sua obra.

 

 

 

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos