slogan

Município de Amarante  salvaguarda ruínas da capela do Mosteiro de Santa Clara (1)O Município de Amarante deu já início ao processo de salvaguarda das ruínas da capela de S. José, antigamente integrada no Convento de Santa Clara, e onde funciona, desde novembro de 2003, a Biblioteca Municipal Albano Sardoeira.

A intervenção em curso, que contempla, designadamente, a criação de uma cobertura protetora em layer, decorrerá ao longo de 15 dias úteis e visa proteger aquelas ruinas de agentes erosivos e de atos de vandalismo, ao mesmo tempo que apela à sensibilização de visitantes e curiosos para a necessidade da sua salvaguarda. Numa segunda fase, dar-se-á continuidade, no espaço da capela, à investigação a que já foi submetida toda a área envolvente do antigo mosteiro, onde, das escavações arqueológicas realizadas, resultou a descoberta de um conjunto significativo de cerâmicas comuns (avermelhadas ou negras), faianças, porcelanas orientais e grés, com cronologias compreendidas entre a Idade Média e a Época Contemporânea.

Exumaram-se também azulejos, medalhas devocionais, contas de rosário em azeviche, anéis de vidro, dedais, alfinetes, crucifixos e moedas, merecendo destaque dois ceitis de D. João III, X reis de D. João V e V reis de D. Maria I. De todos os vestígios recolhidos pelos trabalhos arqueológicos, apenas um conjunto de 15 medalhas foi, até ao momento, alvo de estudo. Posteriormente será feita a publicação nas atas do II Congresso Histórico de Amarante.

Município de Amarante  salvaguarda ruínas da capela do Mosteiro de Santa Clara (2)

PODCAST-RRB-BUTTON

Publicidade

Caminho de Emaús na RRB

Caminho de Emaús

Clube de Amigos RRB

Clube de Amigos

Este site usa cookies. Ao continuar a navegar no site você concorda com a utilização de cookies. Politica de cookies